10 coisas para fazer na Malásia

1) Ver e ser visto

A religião oficial do país é o islamismo e, por isso, há muitas mulheres de véus por todas as cidades em que passamos. Algumas cobrem apenas os cabelos, outras quase que o rosto todo. E embora haja muitos turistas por aqui, parece que os malaios ainda "estranham" mulheres de calça, regata e cabelos a mostra. Confessamos que nos sentimos muito, muito observados. Homens, mulheres e crianças nos olhavam o tempo todo. Fomos fotografados, recebemos vários "tchauzinhos" e sorrisos em nossos dias pela Malásia. E, claro, aproveitamos para observar também. Afinal, é uma cultura bem diferente da nossa e, como eles, nós também temos nossas curiosidades.

2) Comer steamboat

O steamboat, conhecido também como fondue chinês, é uma comida que pode ser encontrada em vários lugares da Malásia, mostrando a influência chinesa no país. Você senta no restaurante, pede o steamboat (eles cobram por pessoa) e, logo na sequência, chegam vários alimentos para você colocar em uma grande panela de sopa, que fica com o fogo aceso. Há peixe, frango, porco, vegetais e tofu, que devem ser os primeiros itens, além de ovos e dois tipos de macarrão, que devem ser colocados por último na panela, quando o restante já estiver quase pronto. Depois de esperar um pouco, é só se servir e aproveitar. É uma comida bem diferente e gostosa

3) Ver as street arts em Georgetown

Georgetown fica localizada na ilha de Penang, no norte da Malásia. A cidade é considerada Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO e, em 2012, durante um festival, um artista lituânio foi convidado para decorar a paisagem com street art. E ele fez um excelente trabalho, mesclando desenhos com elementos reais! É possível pegar um mapa de todas as street arts no centro de informação turística e ver tudo caminhando. Foi um dos nossos passeios preferidos na cidade, que tem um ar super retrô.

4) Ficar hospedado em uma shophouse em Georgetown

Shophouses são construções antigas comuns no Sudeste Asiático. Normalmente elas têm dois andares e, como o próprio nome diz, funcionavam como comércio (no térreo) e residência (no primeiro andar), ou seja, os familiares trabalhavam e moravam no mesmo local. Georgetown, por ser considerada Patrimônio Mundial da UNESCO, possui muitas shophouses tombadas que hoje funcionam como guesthouses. É bacana porque dá para visualizar aonde era a cozinha, o banheiro e os cômodos da casa, além da loja principal.

5) Conhecer o maior templo budista do país

Localizado na ilha de Penang, o Kek Lok Si Temple foi construído em 1905 e hoje é o maior templo budista da Malásia. Conta com esculturas do Buda, uma estátua gigante, com mais de 36 metros de altura, da deusa da Piedade, e um mini bondinho para você se locomover dentro do complexo.

6) Ver as plantações de chá em Cameron Highlands (e tomar uma xícara de chá da marca BOH)

Cameron Highlands, no norte da Malásia, é a região mais alta do país e, há mais de 50 anos, é famosa por suas plantações de chá. A paisagem é linda de se ver! Vale a pena passar um dia por lá para vislumbrar a vista, conhecer uma fábrica de chá e, de quebra, degustar um pouquinho.

7) Assistir ao show de luzes nas fontes em frente às torres gêmeas Petronas

As torres Petronas são um espetáculo. Com 88 andares, elas já foram as maiores do mundo. Localizadas no centro de Kuala Lumpur, as torres merecem ser visitadas ao entardecer, pois assim é possível avistá-las de dia e de noite. E, diariamente, às 20h, 21h e 22h, há um espetáculo de fontes e luzes bem em frente às torres que é lindíssimo.

8) Visitar as Batu Caves

A 40 minutos do centro de Kuala Lumpur estão as Batu Caves. Uma caverna transformada em templo hindu, o espaço conta com uma estátua gigante logo na entrada. Ao lado, está a Dark Cave, onde é possível fazer um passeio guiado de uns 45 minutos dentro da caverna escura. Recomendamos fortemente esse passeio!

9) Visitar a cidade de Melaka

Melaka fica a 120 quilômetros de Kuala Lumpur, capital da Malásia, e o destino merece pelo menos uma daytrip. Com influências portuguesas, holandesas, islâmicas e inglesas, Melaka impressiona pelo seu charme. Há muitos pontos turísticos, como o forte "A Famosa" e o museu do sultanato. Vale provar uma comida típica dos chineses que se estabeleceram na Malásia e ficaram conhecidos como nyonyas e babas.

10) Visitar uma das ilhas malaias

Nós não incluímos uma visita a uma das ilhas no nosso roteiro porque queríamos muito conhecer a plantação de chá em Cameron Highlands e já havíamos desfrutado dias praianos na Tailândia, mas, pelas fotos que vimos, achamos que é um passeio que vale a pena. As ilhas de Langkawi, Perhentian e Tioman são as mais famosas.

#Malásia #SudesteAsiático #KualaLumpur #BatuCaves #Georgetown #Penang #CameronHighlands