Montalcino: um destino romântico

Passamos o último fim de semana em Montalcino, a 150 quilômetros de Firenze. Coincidentemente, domingo foi dia dos namorados no Brasil. E posso dizer que a combinação da cidade com a data foi muito bem-sucedida. O lugar é uma ótima opção para uma viagem romântica.

Como não há estação de trem em Montalcino, optamos por alugar um carro e fomos para lá direto de Firenze. Ao longo de duas horas, apreciamos belas paisagens e, no final, avistamos uma linda cidade no topo de uma montanha. Lá estava nosso destino.

Nada mais italiano do que andar pelas estradas do país com um Fiat 500

Montalcino fica bem no topo da montanha e rodeado por vinícolas

Com uma fortaleza do século XIII e considerada Patrimônio Mundial da Unesco, Montalcino é um charme de cidade. Possui diversos restaurantes, lojinhas (principalmente de comida e bebida) e, ao redor, estão dezenas de vinícolas. Todas famosas pelo vinho Brunello di Montalcino.

Fortaleza de Montalcino

Nós dois e a vista da fortaleza

As ruas são cheias de bons restaurantes, lojinhas de comidas e de ótimos vinhos

Produzido com uvas 100% Sangiovese, o Brunello di Montalcino se difere do Rosso di Montalcino pela quantidade de tempo no barril de carvalho. Conhecemos algumas vinícolas e o passeio foi bastante prazeroso.

Mapa das vinícolas de Montalcino

Nossa primeira parada foi a Cantina di Montalcino. Degustamos algumas opções (o custo da degustação é de 5 euros por pessoa) e de lá partimos para a Cantina Val di Suga, fundada há mais de 50 anos. Também provamos mais algumas opções de diferentes regiões de Montalcino e, depois, voltamos para o centro da cidade, onde passeamos pelas ruelas e comemos (muito bem!). Uma das dicas é provar a pasta pici (ou pinci), típica da Toscana. É como um spaghetti enrolado à mão.

A torre é um dos principais símbolos da cidade

No outro dia, aproveitamos para conhecer a vinícola Il Paradiso di Frassina. Um italiano do norte comprou um terreno em Montalcino em 1999 e resolveu apostar em uma produção inusitada do vinho: no seu estabelecimento, as uvas crescem ouvindo Mozart. Degustamos algumas opções e aprovamos o resultado (embora não saibamos se há realmente um efeito da música clássica).

Renan degustando vinho na vinícola do Mozart. Atenção ao detalhe da taça! :)

Na nossa volta para Firenze, fizemos duas paradas que valeram bastante a pena. O almoço foi na cidade de Buonconvento, um pequenino município medieval no meio do caminho. Depois, ainda paramos em San Gimignano para passear um pouco pelas belas ruas, apreciar a vista e, de quebra, tomar um gelato para fechar o fim de semana.

Almoçamos na pequena cidade de Buonconvento. São menos de 4 mil habitantes!

A charmosa San Gimignano

#Itália #Europa #Montalcino #vinho #Buonconvento #SanGimignano