Meteora: montanhas e monastérios

Meteora é um dos vários belos lugares da Grécia. Uma beleza, no entanto, bem diferente das famosas ilhas do país. O local se encontra no continente e seu conjunto de gigantes pedras, uma seguida da outra, com monastérios em seus cumes fazem você querer ficar horas apreciando a paisagem.

Monastério no cume de uma montanha

Como nada na vida é fácil, Meteora é longe. Para chegar na região, pegamos dois trens: um de Atenas até Palaeofarsalos, de quatro horas, e outro que durou mais uma hora de Palaeofarsalos até Kalambaka, uma cidade bem próxima às lindas pedras enormes.

Optamos por dormir em Kastraki, a 2 km da estação de trem de Kalambaka. Isso porque a cidade é menorzinha, mais próxima dos mosteiros e possui menos turistas. Foi uma decisão bem acertada e, logo cedo, já saímos para explorar a região.

Vista do nosso hotel de Kastraki: uma das belíssimas pedras gigantes de Meteora

No século XIV, os monges construíram 24 mosteiros, sendo cada um no cume de uma grande pedra, com o objetivo de ficar mais próximo de Deus.

Apenas 6 existem até os dias de hoje e, em nosso passeio, decidimos entrar em dois e avistar os outros de baixo mesmo. A entrada para cada um deles custa 3 euros por pessoa, e é interessante porque é possível ver como os monges viviam.

Há duas formas de conhecer o topo das montanhas: de carro/ônibus, que vai por uma estrada, ou a pé, por uma trilha tão íngreme quanto bela. Escolhemos a segunda opção.

Trilha até o monastério Megalo Meteora

No meio do caminho encontramos pequenos jabutis

Em cerca de uma hora, fomos do centrinho de Kastraki até o primeiro mosteiro: Megalo Meteoro.

Para visitar os mosteiros é preciso estar com os ombros e os joelhos cobertos

Do Megalo Meteoro, partimos a pé, pela estrada mesmo, para o monastério Varlaam. Apreciamos as belíssimas vistas, tiramos mil fotos e, de lá, voltamos para o centro histórico para almoçar. Kastraki não tem muitos restaurantes, mas os existentes são bons e baratos.

Uma das vistas do monastério Varlaam

Aproveitamos nossa tarde para fazer mais uma trilha: a da pedra Adrachti. Subimos até o topo em uns 30/40 minutos e, mais uma vez, ficamos vislumbrando as belas paisagens.

Ao todo, foram duas noites e um dia inteiro na cidade, o que consideramos um bom período para sentir o clima da linda Meteora e conhecer os principais pontos.

Passeio mais do que recomendado! :)

#Grécia #Europa #Meteora #trilha