O que fazer em Split?

Uma cidade grande com características de lugar pequeno. É essa a mistura que compõe Split e faz com que o local, que é o segundo mais populoso da Croácia, seja uma delícia para "turistar".

Split com seus belos edifícios em frente ao mar

Por ter feito parte do império romano, Split possui um dos monumentos mais bem conservados da civilização antiga: o Palácio de Diocleciano. Construído no século III para ser o palácio da aposentadoria do imperador Diocleciano, o lugar é um espetáculo. E não pense que seja apenas um edifício.

O governante, que não era bobo nem nada, mandou construir uma cidade só para ele se aposentar e, hoje em dia, ela é o coração do centro histórico de Split. É possível entrar no palácio (ou cidade murada) por um de seus quatros portões e caminhar pelas belas ruelas, lotadas de restaurantes, hotéis e bares.

Com um bilhete combinado de 45 kunas por pessoa, visitamos as principais atrações do palácio: subimos na torre, entramos no batistério, também conhecido como templo de Júpiter, fomos até a catedral de São Domnius e ainda demos uma breve olhada na cripta. Tudo fica em torno à praça principal do palácio, conhecida como Peristil.

Torre dentro do Palácio de Diocleciano

E diariamente, às 12h, há a troca de guarda na praça Peristil, que dura alguns minutos e, como "grand finale", há ainda uma apresentação do imperador convidando todos para entrar em seu palácio. Vale a pena para quem estiver por lá neste horário!

Troca de guarda com a presença do "imperador" e muitos turistas tirando fotos

Entre a cidade murada e o mar, há um calçadão bastante aprazível com vários restaurantes e lojas. É uma delícia passear por ele entre os barcos e o belo palácio.

Além do estonteante Palácio de Diocleciano, Split tem mais a oferecer. Considerado o pulmão da cidade, o parque Marjan oferece diversas trilhas para caminhar com alguns pontos panorâmicos. E é aí que entra a maravilhosa sensação de estar fora da cidade, mesmo estando a cerca de 30 minutos a pé do centro.

Subida para chegar no parque Marjan

Exploramos o parque e, no final, ainda paramos na praia Kasjuni Cove, de pedrinhas e água límpida. E muito mais vazia que a praia Bacvice, mais próxima do centro e lotada de gente.

Praia Kasjuni Cove próxima ao parque Marjan

Ao todo, ficamos duas noites e três dias pela cidade e gostamos bastante: Split está testada e aprovada. :)

Quer conhecer a Green Cave e a Blue Cave?

Alguns passeios que fizemos a partir de Hvar, como a Blue Cave e a Green Cave, também estão disponíveis de Split.

#Croácia #LesteEuropeu #Split