Roteiro de carro pela França: Normandia e Bretanha

Durante nossa visita pela França, decidimos passar alguns dias na incrível Paris e depois seguir viagem de carro a partir da capital.

E definitivamente foi a melhor escolha que fizemos: as estradas do país são ótimas, as paisagens sempre impressionam e parece que os franceses do interior são mais simpáticos que os das grandes metrópoles. Sem falar da gastronomia, que em todo lugar é uma delícia.

Andamos mais de 1.000 quilômetros com nosso carro alugado

Saindo de Paris, nossa primeira parada foi o Mont Saint-Michel, a uns 370 quilômetros da capital. Localizada na região da Normandia, a ilhota abrigou um mosteiro por muitos anos e, na época, os monges só conseguiam chegar na abadia com a maré baixa, pois senão o lugar ficava rodeado de água do mar.

Mont Saint-Michel: no passado os monges só conseguiam chegar lá quando a maré estava baixa

Hoje em dia, o monte é lindo de se visitar e dá um show em termos de estrutura turística. Paramos nosso carro no estacionamento, que nos custou cerca de 11 euros, e, de lá, pegamos um ônibus gratuito de poucos minutos até a ilhota. Como fomos no final do dia, lá pelas 17h, o lugar não estava muito cheio de turistas e, por essa razão, conseguimos aproveitar melhor nossa visita.

Para conhecer a antiga abadia, é necessário desembolsar 9 euros por pessoa, mas definitivamente vale a pena. Lá dentro, é possível ver como os monges viviam, comiam, rezavam, etc. E na saída a vila ainda possui um monte de restaurantes e lojinhas. Paramos para nos deliciar com moules frites (mexilhões e batatas fritas), um prato muito comum no norte da França e muito gostoso.

Interior de uma das várias salas do Mont Saint-Michel

Moules frites! Uma delícia francesa...

Optamos por dormir em Saint Malo, a aproximadamente 50 quilômetros do mosteiro. A cidade, que é o point dos franceses durante o verão, esbanja charme com seu centrinho murado, conhecido como intramuros. Também aproveitamos para andar um pouco pela praia e fomos agraciados com golfinhos mergulhando no mar.

Vimos até golfinhos no mar de Saint Malo! :)

Como em toda a França, come-se muito bem em Saint Malo e, aqui, a recomendação são as ostras, visto que a cidade está bem na costa. Escolhemos um dos vários restaurantes do centro, pedimos um vinho nacional para combinar e pronto: nossa noite foi ótima! Esta receita é infalível!

No outro dia, dirigimos até Dinan, uma cidade charmosíssima ainda na região da Bretanha. Passeamos por seu belo centro cheio de casinhas de pedra, visitamos igrejas e também conhecemos seu castelo. Para não quebrar a tradição do casal, também paramos para almoçar em um dos simples e excelentes restaurantes franceses.

Castelo da cidade de Dinan, na Bretanha

Uma ótima dica para o almoço em qualquer cidade francesa são as "formules", que funcionam como combos. Normalmente os restaurantes servem entrada com prato principal ou prato principal com sobremesa por um preço fixo, que varia entre 13 e 20 euros. Pedimos "formules" várias vezes durante nossa viagem e sempre tivemos ótimas experiências.

Nossa última parada pela Bretanha foi a cidade de Josselin. Com um castelo de tirar o fôlego, a vila é uma delícia para gastar umas horinhas. Subimos na torre da igreja para ter uma vista panorâmica bacana e também comemos um crepe, que é típico da região.

A cada cidade uma nova surpresa: na foto, o castelo de Josselin

Fizemos esse roteiro em dois dias e depois partimos para Nantes. Foi corrido, mas realmente valeu cada segundo! Se fizéssemos esse trajeto de novo teríamos certamente dormido em alguma das cidadezinhas. Outra sugestão seria explorar ainda mais a Bretanha, indo para a ponta oeste, na cidade de Brest e a península de Crozon.

#França #Europa #Normandia #Bretanha

© 2015 - 1 Mundo, 1 Lua de Mel <3

  • b-facebook
  • Instagram Black Round